Total de visualizações de página

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Era uma vez na cidade ( parte 03 ) - Por Agente Eleven


(se está chegando agora confira antes a parte 01 e a parte 02

O Boto e a Iara caminhavam pela cidade.
- Como nos velhos tempo hein Iara.
- Não se empolgue muito. Eu me aposentei. Essa é apenas uma exceção.
- Que pena. Formávamos uma bela dupla de agentes. Você era imbatível com seu dom.
- Meu dom? E quanto ao seu? Quantas mulheres seduziu? Quantos filhos " sem pai deixou por ai?
- Ossos do oficio.
- Para onde vamos agora?
- Somos bons mas não somos o suficiente. Vamos recrutar outro velho amigo. Pena que seu marido não quis vir. Eu contava com ele.
- Ele mais do que qualquer um de nós quer deixar o passado para trás.
- Uma tarefa inútil quando o passado vem atrás de você. Chegamos.
Os dois chegaram á uma transportadora. Entram no prédio principal e se dirigiram á recepção.
- Boa tarde - disse o Boto para a moça que estava no balcão. - Gostaríamos de falar com o senhor Pererê
- Boa tarde. Vocês tem hora marcada?
- Diga á ele que são dois velhos amigos. 
- Me desculpe, mas o Sr Pererê esta ocupado e não pode atende-los no momento. Mas se quiser pode deixar recado
- Tenho certeza que uma moça linda e competente como você poderia dar um jeito
O Boto então lança um sorriso e um olhar misterioso para a moça. Ela ficou corada e respondeu também com um sorriso no rosto.
- Acho que posso convence-los á recepcionar vocês.
Alguns minutos depois os dois se encontravam no escritório do Saci.
-  Ora, ora. Veja só quem venho me visitar. Sentem-se por favor.
- Belo escritório - disse o Boto - secretária, hora marcada para reuniões. Você entrou mesmo no mundo negócios.
- Vocês também. Apenas escolhemos negócios diferentes.
- Eu sai do ramo de espionagem - disse Iara. - Hoje tento viver uma vida tranquila com o Lucas.
- Lucas? - disse o Saci olhando para o Boto -Quem diria. Então o que os trás aqui? Devo ficar preocupado.
- O Bicho Papão está na cidade - disse Iara sem cerimônias.
- Você só pode estar brincando. 
- Infelizmente ela esta falando sério - disse o Boto - e não é só isso. Ele...ele matou o Curupira.
Ao ouvir a noticia o Saci ficou sem palavras. Aquilo o atingiu em cheio.
- Sinto muito - disse Iara - eu sei o quanto vocês eram amigos.
- Bem ele com certeza virá atrás de nós também. Por isso eu e Iara decidimos encontra-lo primeiro. Achei que você gostaria de ir junto.
O Saci levantou sem dizer nada. Deu uma volta na sala pensando na situação. Apesar de ainda mancar um pouco, a prótese que usava na perna lhe ajudava bem. Olhou para os dois companheiros que esperavam uma posição dele e disse:
- Só me diga onde encontrar esse desgraçado e eu mesmo dou um fim nele.

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

ZÉTE, O CHEFE #19

FALA AE PRIMATAS!!!
O CHEFE DESSA BAGAÇA TA DE OLHO NAS POSTAGENS DOS AGENTES. TEM DE TUDO AQUI;  CONTOS, RELATOS , DESENHOS, ANÁLISE DE FILMES E SÉRIES E ETC.
COMO FUTURO LÍDER MUNDIAL EU QUERO QUE VCS  COMPARTILHEM AS POSTAGENS DOS MEUS SÚDITOS (AGENTES) E COMENTEM O QUE ACHARAM DO TRABALHO DELES NO FINAL. SE NÃO FIZEREM ISSO VOU MANDAR O CHUPA CABRA RADIOATIVO PEGAR VCS DE NOITE E VCS FICARAM GRAVIDOS DE ESQUILOS MUTANTES.
MANO É SÉRIÃO! COMPARTILHEM O CONTEUDO DO BLOG, COMENTEM NOS POSTS E COMPARTILHEM NOSSA PÁGINA NO FEICE. DESSA FORMA FICAREI MAIS PODEROSOS E QUANDO DESTRUIR A HUMANIDADE VCS TERÃO UM  CARGO IMPORTANTE NO MEU REINO DE TERROR.

JÁ FUI! BUSQUEM CONHECIMENTO.

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

AGENTE DPC E O SUMIÇO DA MAGIA

AGENTE DPC E O SUMIÇO DA MAGIA



Teste, teste. Um, dois, teste. Gravando.
Aqui quem fala é o agente DPC no dia 15 de outubro de 2017 ás 21h19min.
Esse é meu relatório da missão designada no dia 14 de outubro de 2017, mas só tive tempo de fazer agora. Os relatórios de agora em diante serão gravados (exigência do chefe. Acho que ele ta com preguiça de ler, mas enfim). Então vamos começar.
Era apenas mais um dia de rotina na agencia Arquivo CTS. Já estávamos terminando o trabalho do dia. Vi o coitado do agente Eleven saindo pra uma missão no final do expediente. Fiquei com pena dele, mas quando corri para não acontecer o mesmo comigo, meu celular tocou e adivinhem. Isso mesmo, esta certa a pessoa que pensou em missão. Fui convocado. Então não tive como fugir, afinal eu que escolhi essa vida e sabia o que me aguardava. Pelo menos pensei que sabia.
Um de meus contatos me ligou falando de um caso estranho. Disse que seus vizinhos estavam desesperados falando que não sabiam se tinha perdido ou se roubaram sua magia. Ele ainda me disse que nunca entendeu muito esses vizinhos porque eles eram alegres, mas ao mesmo tempo misteriosos. Ninguém sabia o que eles faziam. Eles eram novos no bairro. E nesse dia ele já não tinha mais dúvidas de que era uma família de bruxos e que algo tinha acontecido com a magia deles e por isso me ligou.
Bom, caso de magia é estranho e coisas estranhas são da nossa área, então não pude recusar e fui dar uma olhada. Meu contato me passou o endereço e disse que eles eram a família Catópolis. Não tinha tempo a perder porque o local era longe e já estava tarde. Queria chegar em casa para o jantar. Se eu soubesse o que me aguardava não teria... Enfim, continuando.
Depois de quase uma hora dirigindo cheguei à casa dos Catópolis. Estacionei o carro um pouco mais abaixo na rua e segui alguns metros a pé. No caminho quase tropecei em um gato que se entrelaçou nas minhas pernas.
Peguei o gato e vi que ele tinha uma coleria pequena, mas não tinha nenhuma identificação. Então levei o gato comigo e antes de prosseguir para o meu objetivo, passei na casa do meu contato e pedi para que ele me acompanhasse. No caminho para a casa dos Catópolis ele olhou para aquele gato e achou que já o tinha visto antes, mas não lembrava onde. Pedi para ele segurar o gato e bati na porta. Quem me atendeu foi um homem que aparentava ter uns 40 anos, era jovial, mas estava com uma cara de preocupação. Então comecei o dialogo:
— Senhor Catópolis?
— Sim. João Catópolis a seu dispor. Em que posso ajudar?
— Sou o Agente DPC, trabalho na agente Arquivo CTS e recebi uma informação de que o senhor perdeu sua magia, correto?
— Sim, mas como o senhor ficou sabendo disso? E que agencia é essa? Nunca ouvi falar.
— Somos uma agencia que trata de assuntos secretos.
— Mas o que tem de secreto no meu caso?
Não me importei com o questionamento dele. Nós agentes já estamos acostumados com pessoas que se fazem de desentendidas.
— Desde quando o senhor perdeu sua magia?
— Desde hoje cedo. Estávamos em casa todos reunidos com nossa varinha e nossa magia. Mas de repente nossa magia sumiu, sem explicação.
Varinha? Pensei eu. Isso realmente esta estranho. Se complicasse teria que pedir ajuda para a agente Wic que é especializada nesses casos.
— Entendo. O senhor tem alguma pista? Sabe se alguém queria te prejudicar?
— Acho que não. Somos novos aqui. Não deu nem tempo da gente conhecer o pessoal daqui. Acho que minha magia esta perdida.
Nesse momento fiquei perdido. Ele falava de magia como se fosse uma pessoa.
— Já estou preocupado. Desde cedo não acho ela. Olha não sei por que o senhor, agente DPC esta aqui. Não acho que seria necessária a intervenção de uma agencia secreta, mas já que o senhor esta aqui eu agradeço se me ajudar a encontrar a minha magia.
— Tudo bem. Vou ligar pra minha colega de trabalho que é especializada em magia. Acho que ela pode me ajudar.
Percebi que alguma coisa estava errada por que ele achou estranho eu ter falado isso. Parecia que estávamos falando de coisas diferentes.
Quando virei de costas para fazer uma ligação ouvi o senhor João dizendo eufórico?
— MAGIAAA! Onde você estava. Você nos deixou preocupados. Oh minha magia. Se tivesse acontecido alguma coisa com você eu não sei o que teria feito. O senhor é meu vizinho não é? Onde achou ela?
Quando olhei para trás o senhor João estava indo em direção ao meu contato para pegar o gato.
— Não fui eu quem achou seu gato. Foi o agente DPC. — disse meu contato, se sentindo um pouco constrangido.
— Obrigado agente. Sou muito grato mesmo. Que alivio que o senhor achou minha magia.
— De nada eu acho.
Agora tudo fazia sentido. Por isso que não estávamos nos entendendo.
— Só uma pergunta, Varinha deve ser seu outro gato não é?
— Sim. Colocamos esses nomes por que somos fãs de Harry Potter. Hahaha.
Aff..... Pensei eu.
Não podia ser diferente. Nós do Arquivo CTS sempre enfrentamos essas situações embaraçosas. Mas pelo menos o caso foi resolvido.
Aprendi duas coisas com isso: me informar melhor antes de pegar um caso desses e não confiar tanto assim no meu contato.

Perdi quase três horas da minha noite. Cheguei muito tarde e perdi o jantar.

domingo, 15 de outubro de 2017

FANZINE BRUCE LEE VS KEN MASTERS

Iae pessoal blz?
Faz muito tempo que não posto nada no blog. Tenho muitas atividades e por isso o tempo tá curto. Uma dessas atividades é a correção e diagramação do livro que vamos lançar aqui no blog. Mas isso é outro assunto.
A muitos anos atrás eu gostava de fazer adaptações e criar minhas fanzines. E nessa fanzine que vocês vão ver logo abaixo eu fiz porque eu tava vidrado nos filmes do Bruce Lee. Nessa época também tinha muitos quadrinhos do Street Figther. Então me veio a vontade de desenhar uma luta do Bruce Lee contra o Ken. Para isso usei de referência os desenhos de uma série de quadrinhos antigos do Bruce Lee, algumas revistas de artes marciais tanto do Bruce Lee quanto outras também que tinham imagens de movimentos de luta e também os quadrinhos do Street Figther Zero 3. Juntando tudo isso saiu o que vocês vão ver ai. Espero que se divirtam lendo kkkkkk. Até mais. Fiquem com Deus.















quarta-feira, 4 de outubro de 2017

ZUEIRA #15

BOMBA: Adilson CTS é escalado para interpretar Superman/Clark Kent em novo filme!